Fast food (comida rápida) e comida instantânea são a preferência – é a salvação – de milhões e milhões de pessoas pelo mundo. Quem nunca chegou a casa cansado e a morrer de fome depois de um longo dia, ficou com preguiça de preparar comida e simplesmente fez fast food? Afinal eles são fáceis, rápidos esaborosos, e justamente por isso costumam ser a refeição diária de muitas pessoas (principalmente aquelas que moram sozinhas).
Mas quando descobrires o que acontece no teu corpo quando ele está digerindo esse tipo de comida, ainda quando comes de estômago vazio, vais ficar chocado e vais repensar seriamente o hábito de comer fast food todos os dias.
O Dr. Branden Kuo do Hospital Geral de Massachusetts, EUA, utilizou uma espécie de “pílula-câmara” que capta imagens e transmite para o exterior sem usar fios, para poder ver o interior do organismo de uma pessoa quando esta está a digerir um macarrão instantâneo e um macarrão normal. O resultado surpreendeu a todos. Foram 32 horas de filmagens que aumentaram ainda mais a fama de vilão deste tipo de comida.
O Dr. Branden Kuo constatou que, mesmo depois de duas horas em que o macarrão instantâneo foi ingerido, ele ainda continuava intacto no estômago do indivíduo, enquanto as imagens do organismo da pessoa que havia consumido macarrão tradicional mostraram que o alimento já estava em processo de digestão.

Isso significa que o miojo exerce extrema pressão sobre o sistema digestivo, o que o faz trabalhar de maneira anormal para absorver os pouquíssimos nutrientes que o macarrão industrializado contém. Confere o vídeo da experiência.

Também vais gostar destes:
Comida veneno: Vê o que colocam nos alimentos e te mata pouco a pouco!
Nunca aqueças comida no micro-ondas. Percebe o motivo.


Outro efeito nocivo ao sistema digestivo é o facto de ele conter glutamato monossódico (MSG). O MSG é uma excitotoxina, significa que excita ligeiramente as células nervosas do corpo a o ponto causar danos e mesmo a morte dessas células. Isto pode também levar a disfunção cerebral, doença de Alzheimer, doença de Parkinson e mais.
MSG é também chamado de droga da obesidade, uma vez que é usado para engordar ratos nas experiências feitas com eles.