Os homens difíceis são a espécie mais bonita de todas. Pena que seja uma espécie em extinção. Há cada vez menos homens destes, dos que sabem na perfeição o que querem e o que não querem, dos que não deixam que sejam as circunstâncias da noite a determinar com quem dormem ou deixam de dormir, dos que escolhem de forma consciente e selectiva quem lhes interessa.
O que é que aconteceu aos homens misteriosos, sensualmente intocáveis e até arrogantes? Será que ficaram todos resumidos ao ridículo de se enrolar com quem calha, com tudo o que mexe e os quer entre uma bebida e um cigarro?
Quero acreditar que não. Quero acreditar que ainda há um ou outro restante no meio de mil homens fáceis que saltam à primeira oportunidade que surja de dormir com uma mulher qualquer. Parece que já nem há critério a não ser o que se tem no meio das pernas.
As mulheres podem ser feias, burras, antipáticas, tudo e mais alguma coisa, e mesmo assim eles vão dormir com elas e contar aos amigos todos no dia seguinte com imenso orgulho. Sempre ouvi dizer que homem que é homem não fala sobre as mulheres com quem se envolve, sejam elas duzentas ou só uma, dure uma noite ou uma vida. Mas que desespero é este?! Será que pensam que têm de saltar para cima da primeira que apareça ou serão menos homens?

Os homens fáceis despertam em mim pena, uma gargalhada e um instinto de fuga. Despertam tudo menos vontade de dormir com eles. Até podem ser os melhores homens do mundo… Eu vou mudar de direcção assim que os vir.
Não há nada de atraente na facilidade. Isso é bom é para as preguiçosas e para as que não têm interesse nenhum a não ser coleccionar desesperadamente casos de uma noite.

Também vais gostar destes:
Homens pobres são melhores namorados!
A geração de homens que acha que as mulheres nasceram para ser deles.

Qualquer mulher que se preze gosta de lutar um bocadinho antes de conseguir ter o que quer. Afinal, onde é que está a piada em conquistar alguém que já está conquistado à partida em todos os cenários possíveis e imaginários?

TEXTORaquel Simões

Partilha