Os vivos é que precisam desse dia, os vivos é que precisam de se despedir, eles é que precisam de se despedir, de honrar/homenagear.

Eles é que “carregam” todos os sentimentos e por vezes todos os arrependimentos de uma vida.

Os vivos é que sofrem e imploram uma oportunidade de voltar a ter aquela pessoa de novo com eles nem que fosse só por mais um momento.

Tudo porque um dia acreditaram que podiam ser eternos e não aproveitaram o tempo como deviam.

Não disseram tudo o que desejavam, nem fizeram tudo o que queriam, e naquele dia perante um caixão, aquele caixão os sentimentos estão a flor da pele.

Só aí é que percebem que é tarde demais, e que os funerais não são para os mortos, mas sim para quem está vivo.

Também vais gostar destes:
A morte de um animal de estimação dói como a de um familiar.
Pais espancam filho até à morte. O que o médico encontrou na sua mão é de partir o coração.

São eles que precisam disso para continuar a sobreviver com lembranças de um passado.

Gostaste deste texto da autoria de Joana Torres? Se sim, partilha-o também com os teus amigos.

TEXTOJoana G Torres

Partilha