Um homem bateu na criança até a morte com um taco de madeira e depois queimou e atirou o seu corpo num córrego.

O pai admitiu bater na sua filha de 1 ano até a morte por sentir ciúmes da atenção que ela recebeu depois de sobreviver a uma forma rara de cancro do olho.

Ryan Lawrence, de 25 anos, matou Maddox Lawrence com um taco de basebol e queimou seu corpo antes de despejá-lo em um córrego nos Estados Unidos.

Ele declarou-se culpado de assassinato em primeiro grau e vai passar pelo menos 25 anos na prisão quando for levado ao tribunal e setenciado no próximo mês, informou o Yahoo News.

Antes do seu primeiro aniversário, Maddox foi diagnosticada com uma forma rara de câncer de olho chamado retinoblastoma e sobreviveu, segundo a imprensa local. Ela foi morta pelo pai em fevereiro deste ano.

Morgan Lawrence, a mãe de Maddox, não estava envolvida na morte de sua filha, segundo a AOL News.

De acordo com as investigações, Ryan sequestrou a sua filha e a levou para um “local remoto e isolado”, onde ele a golpeou na cabeça com um taco de basebol e a matou. Ele foi libertado para ir a julgamento após um exame de saúde mental.

Também vais gostar destes:
Como a vida muda com a morte dos pais
Primeira flor com cheiro a morte desabrocha em Nova York!

Bichos de pelúcia e velas foram colocados nas margens do rio onde o corpo de Maddox foi encontrado em homenagem à criança. A família tem a esperança de transformar o local em um memorial permanente.