A investigação  no campo da oncologia conseguiu demonstrar que a probabilidade de virmos a ter cancro depende dos nossos genes, realmente, mas combinados com o ambiente e com opções ao nível do estilo de vida.
De acordo com os especialistas, cerca de metade dos casos de cancro poderiam ser evitados através da introdução de bons hábitos e da eliminação de hábitos nocivos.
Lila May Schow tem apenas 5 anos e mora em Oregon, nos Estados Unidos. Em 2012, a pequena foi diagnosticada com estágio quatro do cancro do neuroblastoma, que incide no sistema nervosa central. Lila passou por diversos tratamentos para combater a doença que incluíram quimioterapia, radioterapia entre outros tratamentos.
Uma luta que, com certeza, causou muito sofrimento à menina e aos seus pais. A família apoiou-se em todas as esperanças, mas os médicos decidiram desengana-los: Lila não seria capaz de suportar mais tratamentos e não teria muito tempo de vida.

Foi assim que os pais, Heidi Hall e Ryan Schow, realizaram a última festa de aniversário aniversário da sua filha- uma comemoração especial realizada por meio de doações e com direito a personagens de desenhos infantis.

Também vais gostar destes:
Julgar os outros: um hábito comum em pessoas frustradas;
Como fazer um homem feliz VS Como fazer uma mulher feliz!

Confere este emocionante vídeo e partilha pelos teus amigos:

FONTEMotivação do dia

Partilha