Na certeza de que sempre será perdoada, a pessoa tem um passe livre nas mãos para nos tratar mal.

Na certeza de que sempre será perdoada, a pessoa tem um passe livre nas mãos, para viver do modo que quiser, sem pensar em mais ninguém. Por isso é que perdoar não nos obriga a continuar mantendo o outro na nossa vida, mas tranquiliza nas tomadas de decisão que tomaremos em relação a quem nos magoa.

Creio que o medo de que poderemos perder o outro é que nos faz tomar consciência da necessidade de tratá-lo bem, de regarmos os relacionamentos que nos são especiais, com amor e cuidados. Porque a gente acaba por esquecer daquilo com o que já é costume, colocando no modo automático tudo o que já é uma certeza nas nossas vidas. Infelizmente, o que envolve amor e interação humana não sobrevive automaticamente.

Perdoar é preciso, porque o peso sai da gente, fazendo-nos olhar com mais clareza os factos, bem como o nosso papel naquilo tudo que aconteceu. Embora existam situações em que perdoar será extremamente difícil, tamanha a dor que nos tomará, o perdão terá que ocorrer, porque teremos que ir embora sem nada mais que nos prenda a quem nos magoou e deverá ficar lá atrás – longe, nulo, junto ao nunca mais.

Mas, perdoar todos os erros do outro nunca fará com que ele repense a forma como vem agindo, tornando-o alguém que não muda.

Também vais gostar destes:
Tenho medo de não conseguir amar o segundo filho como amo este
Fica solteiro/a até aparecer a pessoa que fará o amor te parecer a coisa mais fácil do mundo.

Muitos se esquecem de que há pessoas ali ao lado, enquanto olham lá na frente, sem se lembrar de dar as mãos ao que já é amor de facto. Se a gente perdoar tudo, sempre, isso nos afasta, cada vez mais, de nós mesmos, porque então só priorizamos o outro, sufocando o que somos e sentimos sob a necessidade de manter por perto quem deveria desaparecer da nossa frente.

Perdoar faz bem, perdoar-se é vital, pois o adeus, então, ainda que doa, será mais leve e limpo.

Artigos Relacionados

Últimas

Panelo confessa que está apaixonado por Margarida Castro e esquece-se do microfone ligado.

Panelo confessou que está apaixonado por Margarida Castro e esqueceu-se do microfone ligado. Panelo e Gabriel Sousa, desafiando as normas, optaram por um passeio...

Cristina Ferreira paga balúrdios para dormir em castelo.

Cristina Ferreira pagou balúrdios para dormir em castelo. A apresentador investiu uma quantia significativa, variando de 1490 a 2290 euros. A experiência consistiu nua estadia...

A Ferver

Panelo confessa que está apaixonado por Margarida Castro e esquece-se do microfone ligado.

Panelo confessou que está apaixonado por Margarida Castro e esqueceu-se do microfone ligado. Panelo e Gabriel Sousa, desafiando as normas, optaram por um passeio...

Cristina Ferreira paga balúrdios para dormir em castelo.

Cristina Ferreira pagou balúrdios para dormir em castelo. A apresentador investiu uma quantia significativa, variando de 1490 a 2290 euros. A experiência consistiu nua estadia...