Duas irmãzinhas norte-americanas que nasceram com peles diferentes estão a encantar milhares de pessoas no Instagram pela fofura das suas poses nas fotos partilhadas pela mãe, Clementina Shipley.

Nascidas em abril de 2017, as meninas começaram a fazer sucesso no perfil Little Strong Girls (“pequenas meninas fortes”, em português) através de registos diários que mostram toda a beleza peculiar de cada uma. Antes delas, Clementina dedicava a página à sua primogênita, chamada Angelina, de dois aninhos, que também chama atenção com seus lindos traços visuais.

Peles diferentes

Em entrevista à revista Essence, a mãe das meninas contou que recebe muitas mensagens de carinho dos internautas, mas eventualmente tem de lidar com alguns comentários maldosos que ressaltam a diferença das gémeas. Isso porque Gabriella nasceu com o tom de pele visivelmente mais escuro que Isabella.

Peles diferentes

Sobre a diferença entre as filhas, Clementina afirmou que ela e o marido se esforçam para garantir que elas sempre se sintam igualmente amadas e confortáveis com as suas cores. “Têm sido uma recepção maravilhosa partilhar as fotos das nossas filhas online, isso mostra o quão incríveis são os genes negros, já que pudemos criar bebés tão únicos”, disse à publicação.

Peles diferentes

Além de sorridentes, as menininhas chamam atenção também por conta dos seus lindos e expressivos olhos – enquanto Gabriella esbanja duas esferas em tom castanho bem escuro, Isabella exibe a íris em uma cor cinza-azulado, igual à sua irmã mais velha. É impossível não se apaixonar por essas lindezas!

Peles diferentes

A gestação de gémeos bivitelinos (também chamados de não-idênticos) acontece quando a mulher liberta dois óvulos simultaneamente e os dois são fecundados na mesma relação por dois espermatozoides. É como se dois bebés fossem gerados de forma independente, mas ocupando o útero durante o mesmo período e vindo ao mundo no mesmo tempo.

Peles diferentes

Por isso, é comum que gémeos bivitelinos nasçam com características diferentes – em casos de pais de peles diferentes, é possível que os bebés tenham cores distintas também. “Eles não são geneticamente iguais, apenas nasceram no mesmo momento e, como a maioria dos irmãos não-gémeos, podem ser parecidos, mas terão muitas características diferentes que vão se evidenciando ao longo do tempo”, diz.

Também vais gostar destes:
Casal faz tratamento de fertilidade e descobre que são gémeos.
Teste de DNA revela que mulher teve gémeos de pais diferentes.

Como ocorre a gravidez de gémeos?
Normalmente, a mulher liberta apenas um óvulo por ciclo, com os dois ovários se alternando mês a mês. Nessa lógica, a gravidez de gémeos idênticos acontece quando esse único óvulo é fecundado por um espermatozoide e posteriormente se divide, formando dois embriões com material genético idêntico.

Porém, em casos raros, dois óvulos podem vir a ser libertados – do mesmo ovário ou um de cada lado – e fecundados cada um por um espermatozoide, resultando em uma gravidez dizigótica ou de bebés diferentes. É neste tipo de gestação que pode ocorrer, ainda que raramente, o nascimento de crianças com cores de pele diferentes, como Gabriella e Isabella.

FONTEVix

Partilha