A polícia desmantelou uma rede que vendia carros Toyota como se fossem luxuosos desportivos Ferrari e Lamborghini, em Espanha.

Três pessoas foram detidas numa oficina em Sils, na localidade da província de Gerona por falsificação de automóveis de luxo.

No local estavam prontos para venda, quatro falsos automóveis Ferrari e mais uma dezena de viaturas Toyota em “transformação” que os converteria em super-desportivos Ferrari ou Lamborghini.

Foram apreendidas pela policia espanhola diversas peças destas duas marcas, incluindo logotipos, estofos, conta-quilómetros e documentação, além de moldes em fibra de vidro com o formato das carroçarias características de alguns dos seus modelos.

Os automóveis falsificados eram vendidos na internet em sites de usados. A polícia começou a seguir as actividades do gang após uma queixa apresentada por um cidadão que comprou um “Ferrari” por 40.000 euros em Benidorm e percebeu que tinha sido enganado. Já não havia nada a fazer, os vendedores tinham dado de fuga.

Falta saber quantas mais vítimas deste inédito conto do vigário haverá, e por que razão não apresentaram queixa: se por ainda não terem descoberto o logro, se porque o descobriram mas o embaraço os impede de se queixar – ou se simplesmente sabem que andam a mostrar aos amigos um Toyota em pele de Lamborgini e gostam de o fazer.

Também vais gostar destes:
Novo esquema de roubo. Se vires a tua matricula com alguém nunca pares.
Carteiristas com nova forma de roubo em hipermercados. Muito cuidado!

Ainda para mais os vigaristas provaram ser autênticos empreendedores da criminalidade. No que aparenta ser uma diversificação do modelo de negócio, foi ainda encontrada e apreendida na garagem do cabecilha do grupo uma instalação completamente equipada para o cultivo de marijuana, com 950 vasos e diversas máquinas, refrigeradores, transformadores, ventiladores e lâmpadas próprias de cultivo.

FONTEElegante

Partilha