Cadela dá autentico show em palco!

Esta cadela fez um show extraordinário!
Este é sem dúvida um daqueles vídeos para quem ama animais.
Esta cadelinha tem como nome Xena, mas não é um animal qualquer já que ela é uma fã incondicional da falecida Whitney Houstone em particular da sua clássica canção “I will always love you”. Há uma relação entre os cães e a música que vai muito para além daquilo que nós humanos possamos compreender e Xena prova isso mesmo, em particular quando a canção atinge as notas mais altas. Todos os presentes, júri e público ficaram totalmente boquiabertos com a sua versão e interpretação da música. Parece tudo tão real nela, até mesmo o sentimento que a própria música transmite, ela consegue exteriorizar mesmo sendo simplesmente um animal.
Confesso que achei imensa piada e ri/sorri do inicio ao fim do video. Os donos da cadelinha – Mick e Daphnée referem que a Xena está com eles desde as suas 12 semanas de idade. Eles afirmam mesmo que: “Fomos para um café, ela estava dormindo e o lugar estava tocando a música de Whitney Houston e quando Xena ouviu o som da canção, ela começou a cantar. Foi surreal.” Vale mesmo a pena assistir:
[td_ad_box spot_id=”custom_ad_3″]

A inconformidade com a exploração dos hipermercados!

Os hipermercados usam e abusam dos funcionários!«Os hipermercados são um lugar horrível: cínico, falso, cruel. À entrada, os consumidores limpam a sua má consciência reciclando rolhas e pilhas velhas, ou doando qualquer coisa ao sos hepatite, ao banco alimentar ou ao pirilampo mágico. Dentro da área de consumo, cai a máscara de humanidade do hipermercado: entra-se no coração do capitalismo selvagem. O consumidor, totalmente abandonado a si próprio (é mais fácil de encontrar uma agulha num palheiro do que um funcionário que lhe saiba dar 2 ou 3 informações sobre um mesmo produto), raramente tem à disposição mercadorias que, apesar do encanto do seu embrulho, não dependam da exploração laboral, da contaminação dos ecossistemas ou de paisagens inutilmente destruídas. Fora do hipermercado, os produtores são barbaramente abusados pelo Continente (basta que não pertençam a uma multinacional da agro-indústria), que os asfixia até à morte e, quando há um produtor que deixa de suportar as impossíveis exigências que lhe são impostas, aparece outro que definhará igualmente, até encontrar o mesmo fim. Finalmente, nas caixas do hipermercado, para servir o consumidor como escravos idênticos aos que fabricaram os artigos comprados, estamos nós.
O hipermercado está portanto no centro da miséria que se vive hoje no mundo. O consumidor, o produtor e nós temos uma missão comum: contribuir para que os homens mais ricos do planeta fiquem cada vez mais ricos – contribuir para que a riqueza se concentre como nunca antes na história. Se somos todos diariamente roubados e abusados, é por este mesmo e único motivo.
Vou-vos relatar apenas a minha banal experiência diária (sem pontos de exclamação já que o escândalo é comum a qualquer um dos tópicos que irei descrever). Espero que sirva de alguma coisa, apesar de saber que ninguém se incomodará muito com ela. Afinal, é a mesma selva que está já em todo o lado.

1 – Salário
Trabalho 20h semanais em troca de 260€ mensais, o que dá pouco mais de 3€ por hora. Que isto se possa pagar a alguém em 2015 devia ser motivo de vergonha para um país inteiro. Que seja um milionário a pagar-me esta esmola devia dar pena de prisão efectiva.

2 – Precariedade
Já vou no terceiro ‘contrato’ de seis meses e ainda não passei a efectiva. Quando chegar a altura em que poderei finalmente entrar para o quadro, serei dispensada como tantas outras. A explicação para a quebra brutal na natalidade está encontrada: afinal, alguém consegue ter filhos nestas condições?

3 – Trabalho não remunerado fora do horário de trabalho
Se o futuro é uma incógnita, o presente é sempre igual: todos os dias, sem excepção, trabalho horas extra grátis que me são impostas. O meu horário de saída é às 15h mas, depois dessa hora, ainda tenho para executar várias tarefas obrigatórias, que me levam entre 15 a 20 minutos diários, como arrumar os cestos das compras e os artigos que os clientes deixam ficar na caixa ou guardar o dinheiro no cofre. No quase ano e meio que levo a trabalhar no Continente, devo ter saído uns 5 dias, no total, à hora certa. E já cheguei a sair uma hora e meia depois das 15h, apesar de os meus superiores saberem muito bem que dali ainda vou para outro trabalho e de, por isso, eu ter sempre imensa pressa para não me atrasar.

4 – trabalho em dias de folga
Para perpetuar a falta de funcionários na loja, obriga-se aqueles que lá estão a trabalharem pelos que fazem falta, oferecendo assim todos os meses algumas horas do seu tempo de vida e de descanso ao patrão, que deste modo poupa no número de salários a pagar. Mais absurdo: num dia em que esteja de folga, posso ser convocada para ir à loja para fazer inventário. Sou obrigada a ir, apesar de estar na minha folga, e apenas posso faltar mediante justificação médica. E, como se não bastasse, até já aconteceu eu ser avisada no próprio dia da folga.
[td_ad_box spot_id=”custom_ad_3″]

5 – Cada segundo de exploração conta
Neste ano e meio, cheguei uma única vez 5 minutos atrasada e a minha superior foi logo bruta e agressiva comigo, tendo-me gritado e agarrado pelo braço, apesar de supostamente haver uma tolerância para se chegar até 15 minutos atrasada. Nunca mais voltei a atrasar-me. Nem 10 segundos. (Já sair pelo menos 15 minutos mais tarde do que a hora prevista, isso é todos os dias.)

6 – Formatação do corpo
Relativamente à aparência física, devemos formatá-la meticulosamente, ao gosto sexista do patrão. Na loja onde trabalho, várias colegas tiveram por isso de eliminar os seus pírcingues, apagar também a cor das unhas (lá só é admitido o vermelho) e uma até teve de mudar de penteado. O patrão quer que nos apresentemos como autênticas bonecas. Faz lembrar os escravos que eram levados para as Américas, a quem se retiravam as suas marcas corporais para serem explorados sem outra identidade que a de escravos (seres humanos transformados em mercadorias).

7 – Pausa para comer/urinar/descansar é crime
Mas o pior de tudo é mesmo o que acontece durante o tempo de trabalho. Os meus superiores querem que eu esteja as 4 horas sentada a render o máximo que é humanamente possível, por isso, dificultam ao máximo as minhas pausas – que são legais e demoraram séculos a conquistar – para ir comer qualquer coisa ou ir simplesmente à casa de banho. A única coisa que me autorizam a levar para junto de mim, no meu posto de trabalho na caixa, é uma garrafinha de água previamente selada e nada mais. De resto, o que levar para comer e beber (sumos e iogurtes líquidos não podem ir comigo para a caixa) tenho que deixar no Posto de Informaçõese só tenho acesso quando da caixa telefono para lá. Normalmente, no Posto, fazem que se esquecem desses pedidos, passando uma eternidade até eu finalmente conseguir ir comer. E, quando a muito custo lá consigo obter autorização para ir comer, sou pressionada para ser ultra rápida, pelo que em vez de mastigar estou mais habituada a engasgar-me. O mesmo acontece com as idas à casa de banho, sempre altamente dificultadas.

8 – Gerem-nos como se fôssemos animais
Há uns tempos, uma colega sentiu-se mal quando estava na caixa, fartou-se de pedir licença para ir à casa de banho, mas foi obrigada como de costume a esperar tanto, tanto que lá se vomitou, quase em cima de um cliente.
Não se calem e denunciem todos os abusos nas redes sociais e nos blogs.
(gostava imenso de assinar, mas os 260€ do salário fazem-me tanta falta)

Texto comovente de um filho para mãe falecida!

Foi sem dúvida um texto comovente!
Mostra o estado em que se encontra o nosso país ou, pelo contrário, o estado em que não se encontra esse mesmo nosso país. É uma carta emocionante de um filho que viu a sua mãe partir!
Hoje faleceu a minha mãe.
Faleceu doente, triste e sozinha.
Sozinha porque eu, filho único, estou em Luanda a trabalhar. O trabalho de cujo rendimento preciso para viver. O trabalho que me é negado em Portugal por ser alguém que não me calo.
E, mesmo desse rendimento, os senhores que nos governam me ROUBAM 90% (não é gralha, são mesmo 90%):
– 30% de IRS;
– 35% de TSU (tenho de pagar a minha e a do empregador – é assim mesmo para os recibos verdes), para uma Segurança Social da qual NADA tenho direito a usufruir;
– 20% de taxa média de IVA;
– 5% para os restantes impostos e taxas (IUC, IMI, ISPP, etc…, etc…, etc…).
Faleceu doente, triste e sozinha uma Senhora que escolheu chamar-me Carlos, porque era um nome que, etimologicamente, significava: Homem Livre.
Como todas as mães, ensinou-me muita coisa ao longo da vida. Mas, acima de tudo, ensinou-me a ser isso mesmo: um Homem Livre.
Faleceu doente, triste e sozinha, num País que se está a desagregar moralmente a olhos vistos.
Faleceu doente, triste e sozinha, num País que expulsa os que se atrevem a ser Homens Livres.
Faleceu doente, triste e sozinha. Não sei sequer se consigo chegar a tempo do funeral. Estou revoltado contra TODA a escumalha que me obrigou a estar longe, por necessidade de sobreviver.
Faleceu doente, triste e sozinha.
[td_ad_box spot_id=”custom_ad_3″]

Em Honra dela, da Senhora que me ensinou a ser um Homem Livre, faço aqui uma promessa solene (de Homem de palavra que me Orgulho terem-me ensinado a ser):
– Não mais darei descanso a TODA esta CANALHA que a obrigou a falecer doente, triste e sozinha!
Um dia estes CANALHAS, de TODAS as cores, mais tarde ou mais cedo, deixarão de andar rodeados de seguranças, públicos (pagos por nós todos) ou privados (pagos com o que nos roubam). E nesse dia eu irei aparecer qual assombração.
E mesmo tu, meu CANALHA de Estimação, que por inerência de funções terás segurança (da pública, paga por todos nós) para o resto da tua vida, mesmo tu, eu dizia: vais ter de olhar por cima do ombro muitas vezes. Mesmo a ti, um dia eu irei aparecer qual assombração.
Faleceu hoje a minha mãe. Faleceu doente, triste e sozinha. Estou revoltado!

Fezes brilhantes com pílulas Glitter!

Agora as tuas fezes vão abrilhantar!
Bem isto é como cada uma que parecem três ou quatro. Agora já podes ter um cocó todo XPTO.
A “GlitterPills” permite que o cocó tenha todo um brilho na sanita. Agora já podes ir a festas ou a casa daquele teu amigo sem te preocupares se ficar ali qualquer coisa à vista. Existem 30 tipos de pílulas recheadas de diversas cores: Azul, preto, roxo, rosa, dourado, vermelho, etc.

A loja vende os seus produtos online e pelo que consta está a ter uma enorme saída, contudo o alerta foi lançado já que o consumo das pílulas apenas tem como objectivo a decoração, ou seja, apenas para quem quiser presentear algum amigo de forma mais inusitada.
Se a ideia te agradou, então já sabes que próxima oferta irás oferecer àquele amigo do coração….ou se calhar não!

Mulheres conduzem melhor que os homens!

Ah pois é, meus caros amigos, a Carrentals que trabalha directamente com a locação de veículos realizou um estudo e chegou mesmo à conclusão que as mulheres são bem melhores a conduzir do que os homens chegando mesmo a afirmar que o ditado popular “mulher ao volante, perigo constante” não passa de um verdadeiro mito.

O estudo contou com 60 pessoas de onde se concluiu que 57% do mundo masculino já teve um acidente ou até mais, enquanto que no mundo feminino a percentagem não vai além dos 44%. Essa percentagem aumenta consideravelmente quando a faixa etária masculina atinge os 60 anos de idade verificando-se cerca de 60% de acidentes enquanto que nas mulheres apenas 30%.

[td_ad_box spot_id=”custom_ad_3″]

A verdade é que as mulheres são mais cautelosas a conduzir e os homens possuem excesso de confiança.

Adriana Cruvinel é psicóloga e afirma que tal se deve ao perfil do homem que é, regra geral, mais agressivo e tal acaba por se reflectir na condução: “Os homens têm um perfil de direção mais agressiva e as mulheres um perfil mais defensiva, mais cuidadosa. Elas conseguem prestar atenção em mais coisas ao mesmo tempo e os homens têm uma atenção mais concentrada”, disse.

Pai e filha discutem problemas!

Este pai e filha são adoráveis!

Ela ainda é uma bebé, mas como diz o velho ditado:”de pequenino é que se torce o pepino”. Talvez por isso, em tenra idade ela já discute assuntos com o seu pai e mesmo não sabendo conversar tem atitude e personalidade. Enquanto ela comia e deitava a comida fora, o pai foi chamar-lhe a atenção para o que estava a fazer. Como é óbvio ela não se deixou ficar e argumentou defendendo a sua posição em ralação ao assunto. Na verdade não se entende o que ela diz, mas só os gestos que ela faz e o tom de voz deixa-nos completamente apaixonados por ela. A mãe que filmava o momento deve encontrar-se de certeza orgulhosa já que manifestar o seu ponto de vista é coisa que a sua filha sabe fazer com toda a convicção.

[td_ad_box spot_id=”custom_ad_3″]

Pai e filha
Pai e filha

Sem abrigo com oferta de casa e trabalho!

Há atitudes que por vezes nos colocam a pensar como a tida para com este sem abrigo.
Um gesto de louvar de uma empresária para com ele!
A noticia foi dada pelo  site Região de Cister. Ela é empresária de seu nome Carla Moreira e nunca negou que o ser humano está e estará sempre em primeiro lugar. Assim que viu a reportagem passada na estação televisiva TVI não pude ficar indiferente e apressou-se a oferecer uma casa e um emprego a um sem-abrigo. Ela refere que seria desumano saber que poderia actuar e fazer qualquer coisa ficando indiferente. Só tendo a atitude que teve consegue ficar em paz com a sua alma e a sua consciência. Referiu ainda que no que depender dela não faltará comida, trabalho e um tecto a todo o agregado familiar. Sem dúvida um gesto de louvar que merece o reconhecimento de todos nós. Vejam  noticia publicada no site Cister:
[td_ad_box spot_id=”custom_ad_3″]

empre Sem dúvida um gesto de grande humanidade por parte desta mulher com este sem-abrigo. Se todos nós tivéssemos um pouco de solidários no nosso coração, o mundo estaria, sem dúvida menos pobre, em especial de espirito.
Vale mesmo a tua partilha com amigos e familiares, o gesto tido para com este homem em necessidade.

Aquilo que só o teu melhor amigo sabe sobre ti!

Só o teu melhor amigo sabe isto sobre ti!
– Grande parte das vossas conversas contém o seguinte texto: “lembras-te naquele dia em que…”;
– Quando um de vocês não se lembra, a coisa fica séria;
– Tens uma quantidade enorme de histórias vergonhosas para citar em qualquer circunstancia;
– Tens inúmeras fotos salvas no telemóvel que comprovam momentos dignos de arrependimentos;
– A sinceridade entre vocês dois é inigualável;
– Vocês sabem a forma certa de se elogiarem porque vocês já partilharam momentos e inseguranças imensas vezes;
– Vocês não se incomodam por estarem juntos no silêncio sem fazer nada em concreto;
– Vocês sentem ciumes quando o outro encontra uma amizade também ela mais próxima;
– Eles são como família para ti;
– Com ele tu partes o coco a rir como não acontece com mais ninguém;
– Vocês detestam as mesmas pessoas;
[td_ad_box spot_id=”custom_ad_3″]

– Se alguém falar mal dele tu saltas-lhe para cima;
– Se alguém te conta um segredo, tu concluis que dizê-lo ao teu melhor amigo não conta;
– Tu percebes sempre que ele te mente porque vocês conseguem ler a mente um do outro;
– Vocês sabem a comida preferida um do outro de cor e salteado;
– Ele está sempre lá nos teus piores momentos;
– Vocês sabem que a vossa amizade será infinita.

Mulher morre enquanto carregava o telefone! CUIDADO!

Mulher morre enquanto carregava o seu telefone e falava com o namorado!
Uma jovem de 23 anos de idade, de seu nome Xiaozhao e natural da China faleceu na hora após levar um choque enquanto falava ao telefone como o seu namorado e o mesmo se encontrava a carregar.
O namorado estranhou o facto dela ficar repentinamente em silêncio enquanto falavam e decidiu ir até sua casa onde a encontrou caída no chão já morta e com uma enorme queimadura no peito junto à zona do coração.
[td_ad_box spot_id=”custom_ad_3″]

Liang Guangchuan,  professor na Universidade de Tecnologia de Hebei, afirmou que a morte está associada ao telemóvel já que a tensão enquanto o mesmo carrega é demasiado elevada. Ele afirmou ainda que baterias antigas e carregadores de fraca qualidade podem ter essa consequência por mais vezes, em especial quando usamos a tecnologiaenquanto carrega.

Policia Portuguesa com táctica infalivel!

A Policia portuguesa possui uma nova forma para caçar infractores!
Ui Ui Ui, ATENÇÃO minha gente. A Brigada de trânsito anda a inovar as suas técnicas e tácticas para te conseguir caçar em infracção. O mais engraçado é que por cá, esta noticia não foi sequer falada um milímetro pela comunicação social ou pelos jornais. Apenas no Brasil foi realizada uma reportagem dando conta do assunto  e mostrando a tecnologia de ponta utilizada para apanhar os infratores tugas.
Para alcançarem os infractores são detectadas velocidades astronómicas dignas até de um rally. Gostei em especial da desculpa do senhor Ludovico assim que foi mandado parar por estar a mais de 120 km por hora: “Nesta estrada é fácil e o carro sem crer atinge os 200″. Se não fosse o carro sem crer … :p
Vejam a  reportagem que foi feita pela Tv Record e partilhem. Agora já sabem, nas estradas todo o cuidado é pouco.
[td_ad_box spot_id=”custom_ad_3″]