Por toda a minha vida eu me considerei uma pessoa extrovertida.
Muita gente acha que extrovertidos são aqueles que têm a habilidade de conversar com todos, enquanto introvertidos são tímidos. É um pouco isso, mas não é totalmente assim.
De forma bem simplista, introvertidos são aqueles que recarregam as energias quando estão sozinhos. Ouvem mais do que falam e, mesmo os que não são tímidos (sim, existem introvertidos que não são tímidos), depois de um certo tempo interagindo com os outros se sentem esgotados e querem se isolar.
Extrovertidos são oposto disso. Eles se sentem “energizados” quando estão com outras pessoas. São os que gostam de conversar não importa o assunto.
Hoje, percebo que a distância e um certo isolamento forçado foram excelentes para que eu me tornasse uma pessoa menos ansiosa (embora eu ainda seja muito), para que eu aprendesse a dizer não para aquilo que não vai ser tão importante para mim, para que eu começasse a identificar quem os são meus verdadeiros amigos e passasse um tempo de muito mais qualidade com essas pessoas.

Para muitos, isso pode parecer um comportamento egoísta, mas eu prefiro chamar de prioridade. Quero dar o melhor de mim para aqueles que realmente vão apreciar isso e não simplesmente para ser a “fixe” e acabar tendo de fazer várias coisas que eu não estou com tanta vontade, sabe como é?

Também vais gostar destes:
Crianças precisam de ser felizes e não de serem as melhores!
Para ser feliz é preciso aprender a se afastar de certas pessoas!

Em outras palavras a minha grande aprendizagem foi: não tentes ser bom dizendo SIM a tudo aquilo que já sabes que existe a chance de ser meia-boca. Ou é COM CERTEZA ou NÃO!

TEXTOTexto adaptado - Fê Neute-

Partilha