Liberdade é conseguir sair de relacionamentos falidos, de amizades insossas, de empregos desumanos, antes de sermos esmagados pelo peso de uma infelicidade que não nos pertence.

Na verdade, liberdade a gente conquista e sente intimamente, quando consegue afastar-se do que faz mal, do que aprisiona nossa capacidade de ser feliz.

Liberdade é conseguir manter aquilo em que se acredita, a despeito das contrariedades e dos nãos que se enfrentam por conta disso. É não deixar de manter firmes as convicções que sustentam os passos da jornada, seguindo sempre em frente, mesmo que doa, mesmo que desacreditem, ainda que desencorajem de todas as formas possíveis.

Ser livre implica aceitar-se exactamente como se é, não se importando com os ditames de modas e estilos, vestindo o que é confortável, ouvindo a música que agrada, frequentando os ambientes que trazem conforto e acolhimento. Liberdade tem a ver com o ir e vir leve, solto e sorridente.

Liberdade é sabermos exactamente o que não deve fazer parte das nossas vidas, tendo a certeza de quem deve cair fora, de quem não nos merece e não ficará nunca por perto. É conseguir sair de relacionamentos falidos, de amizades insossas, de empregos desumanos, antes de sermos esmagados pelo peso de uma infelicidade que não nos pertence.

Pessoas livres não têm medo da dor, não temem sofrer, pois conseguem ver o horizonte, o que vem depois da escuridão. Isso é esperança, fé, certeza de que recomeços podem vir todos os dias. Mesmo que sofram, que sejam julgadas, que percam e se percam, entendem que o tempo trará novas possibilidades e oportunidades.

Também vais gostar destes:
Reciprocidade: o segredo dos relacionamentos felizes.
Relacionamentos fracos, constroem mulheres poderosas!

Portanto, liberdade não cai do nada no colo de ninguém; conquista-se, luta-se por ela, atravessando barreiras e temores, enfrentando julgamentos e dores.

Ser livre é um dos maiores prazeres da vida, simplesmente porque quem é livre já conseguiu expulsar de sua vida tudo e todos que a tornavam menos digna, menos vivida.
TEXTOMarcel Camargo (adaptado)

Partilha
Loading...