Finalmente chegou a vingança de todos os pobres mortais que têm olhos castanhos e que sempre foram marginalizados quando comparados com quem tem olhinhos azuis ou verdes.
Na escola, os professores sempre deram aquela atenção e carinho especial aos jovens com os olhos claros alegando que olhos lindos não podiam chorar por serem mais delicados. Já os  de olhos castanhos pagam sempre o prato, pois são os terroristas do recreio.
O sonho de muitas mulheres e homens é que o companheiro ou companheira tenha olhos claros ficando quem tem castanhos encalhado à espera de um milagre que as vezes lá vai acontecendo.
Mas felizmente chegou a hora da vingança, colocar tudo em pratos limpos e as pessoas com olhos castanhos provarem que não são tão maus da fita como pintam. Para este autentico reescrever da história da humanidade os cientistas da Georgia State University, nos EUA , chegaram à conclusão de que as pessoas de olhos claros têm mais problemas com alcoolismo. Esta pesquisa contou com a fantástica colaboração liberdade de 10.860 presos de todos os Estados unidos.


Nas duas pesquisas, os investigadores verificaram que as pessoas com olhos claros (azuis ou verdes) bebiam mais além de terem mais problemas de alcoolismo e dependência que as de olhos castanhos.
Dos homens, cerca de 42% com olhos claros eram pinguças profissionais contra 38% dos de olhos castanhos mais fraquinhos portanto. Já no que às mulheres diz respeito, a pesquisa aponta que olhos claros combinam muito mais com o levantamento de copos que as de olhos escuros, nos últimos dias.
Para os cientistas, apesar das diferenças serem pequenas, o facto é que estes resultados agora obtidos vão de encontro a outros já recolhidos.
As pessoas com olhos castanhos são mais sensíveis a determinadas drogas o que as leva a ser menos pielas (não te fiz lembrar alguém agora?) que as de olhos claros.
Outra teoria dos investigadores está relacionada com facto de as pessoas com olhos azuis ou verdes serem mais introvertidas que as de olhos castanhos, isto pode estar relacionado com o desenvolvimento do feto que, ao crescer, procura na bebida alcoólica uma forma de se “libertar”, exagerando na dose, o que pode chegar à dependência.
Olhos claros ou escuro não interessa, o que é preciso beber com calma.
Deixaram de ser os meninos e meninas lindos para passarem a ser pielas profissionais!
E viva o pinguça!

Partilha