Lincoln Seay de apenas 7 meses de vida nasceu com uma rara e severa doença do coração que afetou drasticamente os planos que seus pais tinham traçado para o seu futuro.

Também vais gostar destes:
Em caso de ataque cardíaco apenas tens 10 segundos para agir. Vê o que deves fazer.
Vê qual é o “sinal secreto” de que terás problemas cardíacos!

“Ele estava à beira da morte”, disse Michael McMullan, um dos doutores em Seatle (EUA) que atendeu a família.
Para contornar o problema, era preciso um transplante urgente de coração. Mas os médicos sabiam que isso era quase impossível de acontecer, uma vez que as chances de aparecer um doador para o tempo que restava de vida eram quase nulas.

Mão da mãe
Mão da mãe

Os médicos acabaram por dar dois dias de vida para Lincoln, que estava internado há semanas. Foi quando os pais da criança receberam uma ligação.

Eu imediatamente comecei a tremer e chorar quando soube que haviam encontrado um coração compatível para o Lincoln”, disse Mindy, a mãe.
Mindy não sabia nada sobre o doador, pois por lei a privacidade da família permanece intacta. E, então, ela decidiu escrever uma carta aberta à mãe do doador e publicá-la no seu Facebook.
“Quero que saiba que não há palavras para expressar a gratidão que sinto nesses últimos dias. Eu quero que saiba que eu sempre terei o maior respeito pelo tesouro que deu à nossa família. Eu vou cuidar do presente e dar o meu melhor. Serei sempre grata a esse bebé e essa família que mudaram a nossa vida. Talvez nós nunca saibamos o seu nome, mas eu saberei de si no fundo da minha alma.
Talvez a gente nunca se encontre, nunca se fale, mas estaremos pare sempre conectadas de maneira espiritual. A sua criança e o meu bebe estarão sempre juntas. Eu sempre irei me lembrar de si. Eu honrarei o presente que me deu. Eu prometo.

Mão da mãe
Mão da mãe

Após o transplante, Lincoln tem-se recuperado completamente e está mais forte do que nunca.
Imagens mostram o antes e depois da cirurgia ganharam a internet: antes a sua pele estava arroxeada devido à falta de oxigénio. Depois, voltou à coloração normal.

Mão da mãe
Mão da mãe