Nunca é demais alertar para o perigo que todos correm perante o cancro. Poucas doenças, nos últimos anos, fazem tantas vítimas como as doenças oncológicas. Um assassino que não escolhe pessoa ou condição social e mata de forma lenta e dolorosa.
O carcinoma pulmonar não dá sinal no seu início e perto de 40% dos doentes só teve a doença diagnosticada na fase 3 do problema.
Um simples RX ao tórax não consegue detetar o cancro dos pulmões, mas a TAC (tomografia computorizada) obtém resultados mais eficazes podendo a doença ser descoberta muito mais cedo e assim ter melhores possibilidades de cura.
Todas as pessoas que se encontrem na faixa etária dos 55 e 80 anos, além de todos os fumadores, nos últimos 15 anos, devem realizar exames com regularidade como forma de prevenção.
Como forma de auxílio deixamos uma lista com os 7 principais sintomas do cancro do pulmão e que todos devemos estar muito atentos.

 Falta de ar
Um dos primeiros sinais da presença do cancro pulmonar é a falta de ar. Pode dever-se a um estreitamento das vias aéreas, bloqueio das artérias ou fluido que resulta da presença do carcinoma.
Caso sinta falta de ar durante o dia quando está a realizar tarefas básicas que antes eram normais, aconselhamos a procura do médico para realizar exames urgentes.

Assobiar / Chiar
Quando ao respirar ouvir uma espécie de assobio procura de imediato o médico, pois o assobio e o chiar pode não ser nada de grave, bem como pode ser algo denunciador de um problema bem mais grave. Alguns motivos para o assobio/chiar pode ser as vias aéreas estão bloqueadas ou inflamadas.

Dor no peito, costas ou ombros
Uma dor no peito nunca é sinal de coisa boa e neste caso muito menos, pois pode estar relacionada com  aumento dos gânglios linfáticos, costelas ou ainda pela presença do tumor.

Tosse persistente
Uma constipação poderá no máximo 2 semanas a passar e levar com ela toda a tosse. Se após as 2 semanas, a tosse se mantiver persistente pode ser o indício de algo grave e deve ser consultado o médico o mais rápido possível.
Uma tosse onde existe a presença de muco excessivo ou sangue é motivo mais do que evidente para recorrer ao médico, assim como uma tosse rouca e profunda não são nada bons sinais.

Dor de cabeça contínua
A dor de cabeça também pode estar diretamente relacionada com o tumor pulmonar, pois o cancro já se pode ter espalhado para o cérebro, mas em certas situações o carcinoma pode estar a causar pressão nas veias que levam o sangue ao coração e por isso causa fortes dores de cabeça.

Também vais gostar destes:
Cancro tem os dias contados!
AVC pode matar mais que cancro ou qualquer outra doença: identifica os sintomas!

Dor óssea
A dor nos ossos é quase insuportável quando são muito fortes e normalmente são denunciadoras de graves problemas de saúde o que deve levar a ser visto o mais rápido possível por um médico.

Perda de peso
A perda de peso pode ser algo bom quando é gradual e controlado com alimentação saudável e exercício físico, mas quando essa perda é repentina é algo muito grave, pois as células dos tumores utilizam as energias do corpo que obtém dos alimentos  o que causa perda de peso repentino .

Partilha