Uma testemunha identificou o pai da de Maddie como levando a menina na noite em que a mesma desapareceu da praia da luz.
O ex-coordenador da PJ – Gonçalo Amaral forçado a abandonar o caso por ter desmascarado o casal não hesite em falar do caso e da forma como este foi abafado com o objectivo de proteger o casal McCann.

Também vais gostar destes:
Mccann em tribunal para serem julgados pela morte da filha?
Encontrados restos mortais de Maddie Mccann!

A pressão exterior tem sido cada vez maior e até o assessor de imprensa do primeiro ministro inglês demitiu-se com o fim de trabalhar exclusivamente para o casal. Acresce ainda que uma testemunha foi ouvida referindo que havia visto o pai de Maddie, mas esta foi também ignorada
Como bem se sabe os pais deixaram a menina e os irmãos sozinho no apartamento do Algarve enquanto permaneciam num bar próximo. Na altura foram encontrados vestígios de sangue no carro que o casal alugou, mas nunca ninguém explicou ao certo de quem era o mesmo e porque cheirava o carro a sangue.
A verdade é que num telegrama conseguido pelo Wikileaks, o embaixador do Reino Unido refere que a policia inglesa possui provas mais que suficientes que incriminam os pais de Maddie facto este que ficou também ele abafado.

FONTEAcho bem

Partilha