Ser pai e mãe realmente é uma prática diária de paciência e se gritas com os teus filhos fica a saber que não o deverias fazer.

É muito difícil para a criança controlar os seus feitos desastrados e os seus desatinos, e para os pais é mais difícil ainda não gritar. Mas aqui vamos listar alguns motivos para não fazeesr isso com os teus filhos:

1. É tão mau quanto punição física

Estudos mostram que as crianças que levavam broncas regularmente apresentavam os mesmos efeitos psicológicos daquelas que foram maltratadas fisicamente.

2. Consequências psicológicas graves

Outros estudos ainda mostraram que insultos, gritos e intimidações podem levar crianças e adolescentes à depressão, afetar a autoconfiança e até mesmo fazer com que elas tenham problemas comportamentais, como mentir e roubar.

3. Não têm efeito de aprendizagem

O cérebro infantil está em desenvolvimento e é particularmente vulnerável a todo tipo de violência. Muitas vezes, o mau comportamento de uma criança é culpa dos próprios pais. Ao gritar com a criança, tudo o que se consegue é que ela se sinta inútil.

Também vais gostar destes:
Aproxima-te dos teus filhos, não te distancies.
Atenção: Não compres um Spinner para o teu filhos antes de saberes isto.

É preciso manter a calma, muito difícil sim, mas é preciso, faça esse esforço e tenha calma, e transmita essa tranquilidade com um tempero de seriedade para o pequeno, que, por consequência, aprenderá a ser uma pessoa mais paciente, amável e empática.

FONTENão acredito

Partilha