Trabalhar por turnos noturnos rotativos, sobretudo nas Mulheres é bastante prejudicial. Através de um estudo constatou-se que estas pessoas têm uma maior redução de esperança média de vida e um risco elevado e poderem morrer de acidentes cardiovasculares.

Loading...

Neste contexto, o estudo verificou ainda que as Mulheres estão mais propensas a morrer de cancro nos pulmões.

O que os cientistas definiram como turno noturno rotativo refere-se a trabalhar 3 noites, além do trabalho diurno e fins-de-semana de tarde, durante o mesmo mês.

Os cientistas informam como foram feitas as recolhas de dados tendo sido monitorizadas 75 mil mulheres todas elas Enfermeiras e em regime de turnos noturnos, onde foram questionadas há quantos anos exerciam essa atividade com regularidade.

As conclusões do mesmo foram as seguintes: cerca as 14.200 mulheres monitorizadas  morreram nesses 22 anos, o que deu uma representação de 11% de redução do tempo médio de vida das mulheres.

As mulheres que fizeram esses turnos, entre 6 a 14 anos, morreram por acidente cardiovascular, o que corresponde a uma percentagem de 19%, enquanto as que trabalharam mais de 15 anos, a taxa sobe para 23% as mortes.

Essas mulheres tiveram uma percentagem de 25% de risco de morrer de cancro do pulmão, uma taxa mais elevada que as que trabalharam menos ano no caso desta doença.

Também vais gostar destes:
O que fazer se estiveres a trabalhar e necessitares ir ao médico?
Zara pretende contratar funcionários para trabalhar nas suas lojas.

A Organização Mundial de Saúde comparou em 2007 que nos turnos da noite, os riscos cancerígenos estariam relacionados com o tabaco, visto que durante um turno noturno em que se tem que estar mais desperto e é um turno em partida menos movimentado, as mulheres ou homens terão mais o hábito de fumar também para os manter despertos.

Partilha
Loading...