Isso mesmo: pessoas com mais de 40 anos não devem trabalhar mais que três dias por semana! A conclusão de um estudo australiano que analisou os hábitos de trabalho de cerca de 3.000 homens e 3.500 mulheres com mais de 40 anos e depois comparou esses hábitos com resultados de testes ao cérebro diz que as pessoas tinham melhores resultados quando só trabalham três dias por semana. A história é contada pela BBC News.
O estudo foi conduzido pelo Instituto de Economia Aplicada e Investigação Social da Universidade de Melbourne e analisou dados de um questionário sobre habitação, rendimentos e dinâmicas de trabalho feito pelo mesmo instituto.
A causa está no stress e exaustão a que o cérebro está submetido quando se trabalha demasiadas horas.A solução passaria, então, por trabalhos em part-time.
Para testar as capacidades cognitivas dos participantes foi-lhes pedido que lessem em voz alta, dissessem uma lista de números por ordem decrescente e que associassem letras e números num limite de tempo. No geral, quem obteve melhores resultados trabalhava apenas 25 horas por semana.

Embora o trabalho seja importante para estimular o cérebro, o estudo sugere que trabalhar demasiado é mais prejudicial que não trabalhar de todo.
Os resultados pioram a partir das 25 horas semanais, mas o declínio é mais evidente a partir das 40 horas de trabalho por semana.

Também vais gostar destes:
Trabalhar antes das 10 da manhã é sinónimo de tortura, diz estudo!
As vantagens de se trabalhar com animais de estimação.

O estudo apenas analisou pessoas com mais de 40 anos, logo não há garantias que este grupo se comporta de forma diferente de outras faixas etárias.

FONTEObservador

Partilha