Quantas vezes pensamos em viajar pelo mundo ou, pelo menos, uma viagem com duração de um ano e logo afastamos tal “sonho” da nossa mente por o considerarmos inviável ?

Mas, vai por nós: viajar o mundo pode sair mais barato do que pagar as contas em casa.

De acordo Carol, fundadora do Projecto VIra Volta, um portal de referência de viagens no Brasil, o custo da viagem depende essencialmente das opções que fizermos quer no planeamento, quer nas situações que vamos vivendo no decorrer da mesma.

São quatro as premissas colocadas para  explanar mais claramente a viabilidade desta  experiência única e tão enriquecedora na vida.

1- Torna-se mais barato viajar durante um longo tempo do que fazer férias:

Em férias, permitimo-nos sempre “pequenos luxos” que nem nos passam pela cabeça quando iniciamos uma viagem de longa duração.

Nesta, diariamente temos de fazer escolhas  e, fazemo-las, tendo em linha de conta o dinheiro de que dispomos e o tempo  de duração da viagem.

Se, em férias de uma semana, podemos sempre almoçar ou jantar no restaurante que está mais na moda, porque, depois desta semana, estaremos de regresso a casa, já não o faremos se tivermos iniciado uma viagem com o propósito de viver “um ano” em diferentes lugares com diferentes custos  de vida e um orçamento bem definido .

2- Viajar pelo mundo pode sair mais barato do que pagar todas as contas

Desde a  renda da casa à electricidade, à água, ao gás, à internet, aos  jornais e a tudo o mais que vamos encontrando e comprando, no dia a dia.

Em Portugal, as soluções existentes quer para transportes, para alojamentos e alimentação permitem-nos afirmar que também não será tão caro quanto se imagina.

São muitos e, cada vez mais, os casos e relatos conhecidos de jovens que partiram de cá (ou que estão cá ), em viagens de longa duração, depois de economizarem algum dinheiro durante um ou dois anos ou mesmo recorrendo a alguns trabalhos  temporários durante  num ou noutro lugar por onde passam ou passaram…

3- A maioria dos viajantes de longa duração de que temos conhecimento não são , geralmente, filhos de famílias muito ricas

Pelo contrário, são jovens que juntaram todo o dinheiro possível, durante um ou dois anos,  ou que recorrem a trabalhos curtos e temporários ao longo da viagem.

Viajar mais barato faz, efectivamente, toda a diferença e a panóplia de soluções sucede-se. Desde os voos Low Cost às promoções, dos caminhos de ferro às bicicletas, são muitas as soluções …Pesquisar todas as informações possíveis entre amigos, nas redes sociais, em sites de referência, em blogs de viagens  é fundamental para se aprender a viajar barato.

4- Planear bem  é o segredo do sucesso de uma  viagem de longa duração.

Em primeiro lugar, temos de saber exactamente de quanto dinheiro dispomos  e para quanto tempo.

Se não definirmos, com clareza, qual o nosso limite diário de despesas, corremos o risco de gastar demasiado no inicio e ter que voltar para casa. Quando planeamos uma viagem de longa duração, há que ter em atenção as verbas disponíveis para o estilo de viagem que escolhemos. Onde queremos ir. O que temos de levar. Como conseguir juntar o dinheiro necessário. Quanto podemos gastar por dia.

Também vais gostar destes:
Homem deixa de fumar e guarda dinheiro do tabaco para viajar, reformar a casa e mais.
Vais viajar? Então fica atento. Dois terços dos sites de comparação de viagens e hotéis têm elementos duvidosos.

Parece difícil ?

Não é. Depende sim da vontade que tenhamos de realizar este sonho… viver um ano em movimento.


 
Partilha